09 fevereiro, 2015

Resenha Cidades de Papel - John Green


Olá meus amores, Saudade! Hoje trago a resenha desse livro maravilhosoooooo. Vamos lá?!

Sinopse: Em Cidades de papel, Quentin Jacobsen nutre uma paixão platônica pela vizinha e colega de escola Margo Roth Spiegelman desde a infância. Naquela época eles brincavam juntos e andavam de bicicleta pelo bairro, mas hoje ela é uma garota linda e popular na escola e ele é só mais um dos nerds de sua turma.


Certa noite, Margo invade a vida de Quentin pela janela de seu quarto, com a cara pintada e vestida de ninja, convocando-o a fazer parte de um engenhoso plano de vingança. E ele, é claro, aceita. Assim que a noite de aventuras acaba e um novo dia se inicia, Q vai para a escola, esperançoso de que tudo mude depois daquela madrugada e ela decida se aproximar dele. No entanto, ela não aparece naquele dia, nem no outro, nem no seguinte.



Quando descobre que o paradeiro dela é agora um mistério, Quentin logo encontra pistas deixadas por ela e começa a segui-las. Impelido em direção a um caminho tortuoso, quanto mais Q se aproxima de Margo, mais se distancia da imagem da garota que ele pensava que conhecia.


O que eu achei: Gostei bastante do livro achei gostoso de ler, a cada parte fiquei mais ansiosa para terminar só que confesso que o final me decepcionou, esperava mais acabou meio que não acabando, e fiquei com uma pulga atráz da orelha que vai ter continuação esse livro rsrss é minha opinião.

Vocês já leram? Oque acharam?? Me contem aqui embaixo!!

Beijoooos!!! Até!

3 comentários:

  1. Nossa parece ser legal! :)

    Vem me visitar?!
    Beijo,
    Yasmin
    http://fashionfinissima.blogspot.com.br/


    Já conhece meu brechó Online?
    http://brechofinissimas.loja2.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Eu baixei ele no aplicativo que tenho no celular, mais ainda não li... Amei a resenha, só me fez ter mais vontade de ler haha.
    Linda estou seguindo aqui seu blog, super beijo e fica com Deus!

    http://nathalianatth.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir